segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Melga e Enzo, apostas de risco ou de futuro?

No final do jogo com o Beira Mar, Jesus afirmou que o lugar de Enzo Perez é no meio e não na linha.
O jogador não gosta muito de jogar ali, mas o treinador é que manda. Tal como Melgarejo, trata-se de uma adaptação de Jesus que se tornará numa solução definitiva, isto independentemente se o Benfica for ao mercado em Janeiro para colmatar estas duas ausências, mas tendo em conta as declarações de Vieira relativamente ao investimento, o mais provável é que não haja reforços na reabertura do mercado.

Contrariados ou não, a verdade é que tanto o paraguaio como o argentino vão ter de se sacrificar em prol da equipa.
Para já, a equipa tem funcionado se bem que haja uma certa limitação em termos de posicionamento no meio campo, o que é normal. No entanto, os grandes testes ainda estão a caminho, bem como o carrosel de jogos. E com o acumular da época vem mais cansaço. As únicas alternativas às duas teimosias de Jesus são de dubia qualidade e em relação ao meio campo só mesmo recorrendo à equipa B.

Vai o Benfica arriscar e jogar com adaptações e jovens da formação? Só mesmo lá para Janeiro é que sabemos mas as vendas de Javi e Witsel ao mesmo tempo significam uma nova política em termos de contratações. Há que apostar na prata da casa e rezar para que funcionem. No entanto, isto poderá custar o lugar do actual treinador. Resta saber se Jesus concorda com o novo alinhamento de Filipe Vieira.


Sem comentários:

Enviar um comentário