segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Xistra sempre ele

O futebol português tem um défice de qualidade dos árbitros. Isto é inegável. Bruno Paixão, Cosme Machado, Carlos Xistra, Paulo Baptista. Não referi mais nome porque estes são aqueles que andam cá à mais tempo. 
Confesso que ao ver Bruno Paixão num campo de futebol causa-me arrepios. Não entendo como é que aquele profissional ainda não foi despromovido.
Da nossa elite, temos dois bons árbitros: Duarte Gomes e Pedro Proença. O resto não tem capacidade técnica para apitar jogos do 1º escalão. 
Não colocando em causa a seriedade destes árbitros, a sua fraca prestação e os consequente erros colocam em causa a honestidade. Para além de desvirtuarem os campeonatos. 
O caminho da profissionalização é importante, mas não se pode continuar a admitir nos nossos campos árbitros incompetentes. O que se passou ontem em Coimbra foi mau de mais. Xistra prejudicou intencionalmente o Benfica, no entanto a Académica também tem razões de queixa. 
Eu percebo que nas condições actuais ninguém queira ir para árbitro, mas por amor de deus não continuem com os Benquerenças, Xistras, Paixões ou outras aves raras.
Pelo segundo ano consecutivo o Benfica é prejudicado em Coimbra. 

Sem comentários:

Enviar um comentário